CapaCapa
TextosTextos
ÁudiosÁudios
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
ContatoContato
LinksLinks
Paulo Vasconcellos
Contos, Crônicas e Poesias
Textos


O valente diz que faz e acontece
Não tem medo de qualquer castigo
Desafia quem duvida de sua capacidade
Diz-se ser um homem destemido
Sua valentia é reconhecida
Sem esmorecimento vai em frente
Reluta quando há dúvidas sobre sua altivez
Parece não se preocupar com as intempéries da vida
Algo ainda pode mudar
Às vezes...
...Ele até reclama
Maltrata a mulher amada
Teme que ela o abandone
Não esconde que a ama
Sua valentia está chegando ao fim
Seu coração se derrete de emoção
Não consegue esconder sua paixão
Por aquela mulher bonita
Razão da mudança de suas atitudes
O valente curva-se diante do amor
Usando a serenidade como contraponto
Relembrando tempos de outrora
Chora como uma criança
Não quer ser abandonado
E não perde a esperança
Implora...
...Lamenta e chora:
“Por favor não vá embora”
Paulo Vasconcellos
Enviado por Paulo Vasconcellos em 18/02/2016
Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários