CapaCapa
TextosTextos
ÁudiosÁudios
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
ContatoContato
LinksLinks
Paulo Vasconcellos
Contos, Crônicas e Poesias
Textos


Tudo fora projetado
Criara-se grande expectativa
Começava um novo ciclo 
A preservação de uma célula
Partícula em fase embrionária
Gene conservado em ambiente confortável
Ventre materno reservado com amor.
Há o despertar para uma vida
As semanas passam e os dia se acumulam
O sinal vital tem o seu início
Considero-me um ser humano
Ouço os primeiros ruídos
Até então, não sei se são vozes
Percebo que algo está para acontecer
Estou ganhando forma corporal
Escuto lentas e contínuas batidas
Tais os passos quando se repetem.
Posso definir que sou um ser vivo
Sinto frio e não consigo saber onde estou
Eis que outros ruídos surgem
Talvez um conjunto de vozes.
Os dias vão passando
Surpreendo-me com a minha percepção
Tenho dúvidas, estou confuso
Acontece algo estranho
Barulhos que me atormentam
Cansaço que me provoca enjoo
Sinto um gosto amargo em minha boca
Não consigo mais ouvir o que estão falando no outro ambiente
Tento mexer pernas e mãos
Olho para um lado e para o outro
Tudo está se distanciando
Existe um vazio dentro de mim
Estou inerte e desprotegido
Tento reagir, mas não tenho forças
Chego à conclusão de que o mundo não me pertencerá
Vai-se embora a minha chance
Sou mais uma vítima da violência e da maldade
Fui jogado num abismo
Um túnel que não tem fim
O planejamento deixou de existir
Consequências que revelam à crueldade
Não há mais o que fazer
As pulsações se esgotaram
Parou de bater o órgão vital
Estacionado num beco sem saída
Aniquilaram-se as chances de vida
Tentativas que se esgotaram
Violentos golpes que me nocautearam
Parei
Acabou
Sucumbi
 
 
 
 
P.S -  O fato aqui citado, reflete sobre a valorização da vida, atropelada por atos não condizentes com a realidade. O narrador usa a primeira pessoa e descreve a interrupção do que seria um belo porvir.



Edição e digitação: Maikon Douglas 
Imagem: Divulgação 
Paulo Vasconcellos
Enviado por Paulo Vasconcellos em 26/07/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários